Projeto Homem Livre
Diário de Bordo

Brasil - Estrada Real - Chegada - 04.11.2011
Brasil - Diamantina - 21.10.2011
Brasil - Tabatinga - 17.06.2011
Nicarágua - Managua - 05.05.2011
México - Guadalajara - 25.03.2011
Estados Unidos - São Francisco - 24.12.2010
Australia - Cairns - 14.09.2010
Indonésia - Ilha de Sumatra - 08.08.2010
Tailândia - Bangkok - 23.06.2010
Vietnã - Hanoi - 22.05.2010
Laos - Vientiane - 17.03.2010
Índia - Nova Delhi - 24.12.2009
Nepal - Kathmandu - 18.11.2009
Emirados Árabes Unidos - Dubai - 03.09.2009
Omã - Salalah - 08.08.2009
Turquia - Istambul - 13.05.2009
<< <  
01> >>
Clique para rolar mais rápido Clique para rolar mais rápido
Nicarágua - Managua
05.05.2011

Há quase três anos viajando o mundo sobre uma bicicleta, projeto Homem Livre, retorna ao Brasil em junho

Após pedalar mais de 41 mil km e passar por 54 países, Danilo Perrotti Machado pensa na volta pra casa e no início das gravações do documentário que irá contar a história do projeto

Apesar das exuberantes paisagens da América Central, por onde Danilo Perrotti Machado, criador e executor do projeto Homem Livre está pedalando, o aventureiro já pensa na volta pra casa depois de pedalar mais de 41 mil km e bater a meta dos 50 países. A viagem, dividida em oito etapas, teve início em Belo Horizonte, em 8 de agosto de 2008 (08/08/08) e deve terminar em 11 de novembro de 2011, (11/11/11), quando o ciclista retorna à sua cidade natal - completando 3 anos 3 meses e 3 dias da jornada ao redor do Mundo de bicicleta.

 Pela América Central, Danilo tem conhecido um pouco mais da cultura Maia e Asteca, mas pelo continente ele não deve ficar muito tempo. “São países muito pequenos, agora só estou pedalando pensando em minha volta para casa. Não farei grandes paradas, mas ainda devo passar por Costa Rica e Panamá fechando a 7° Etapa”, explica. “O povo da América Central é muito parecido culturalmente com nós, brasileiros”, resume.   A sétima etapa teve início na fronteira do México. Antes disso, na sexta etapa ele pedalou pelos Estados Unidos e Canadá aonde pegou muita chuva e frio. Ainda nos EUA, o ciclista fez algumas palestras para alunos de escolas americanas. “Conheci uma professora quando estava na Índia, e a partir daí, os alunos começaram a acompanhar a minha viagem pelo site. Quando cheguei ao país norte-americano ela me convidou para as apresentações, foi muito bacana!”, comemora. Em sua passagem pelo México, Danilo conheceu as ruínas Maia e passou pelo deserto mexicano.  

Danilo irá começar a oitava e última etapa – na América do Sul - pela Colômbia, Equador e Peru e entrando no Brasil pelo rio Amazônia. Ainda no Peru a equipe de profissionais envolvidos com o documentário se encontra com o ciclista e inicia as gravações na cidade de Iquito. “Do Peru pegaremos um barco até Belém, da capital do Pará a equipe volta para BH, depois vamos nós encontrar no Nordeste provavelmente em Fortaleza, de onde a equipe de filmagem estará me acompanhando até a chegada em BH”, conta.

Projeto vira documentário
 
O projeto Homem Livre foi aprovado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei nº 8.313 de 23 de dezembro de 1991), conhecida também por Lei Rouanet, e vai virar filme.
O documentário, de 70 minutos será rodado por seis meses, pelo brasil, acompanhando o ciclista até a sua chegada em Belo Horizonte – sua cidade natal -, no dia 11/11/11.
A produção irá contar a trajetória do criador e executor do projeto Homem Livre, Danilo Perrotti Machado – que viaja ao redor do mundo sobre uma bicicleta, desde 2008. O audiovisual terá formato digital e deverá ser exibido em festivais nacionais e internacionais, escolas, empresas, sala de cinema e parcialmente pela internet.
De acordo com a roteirista, Gisele Werneck, uma pequena equipe formada por um produtor, roteirista, diretor, diretor de fotografia, assistente direção e operador de áudio vão acompanhar a volta para casa do “Homem Livre”. “A proposta é que o filme conte por meio de imagens e vídeos, todas as histórias vividas ao longo da viagem, enquanto ele pedala, cozinha e mostra como foi o seu dia-a-dia”, explica Gisele.

Homem Livre

A viagem, dividida em oito etapas, teve início em Belo Horizonte, em 8 de agosto de 2008 (08/08/08), quando o ciclista seguiu a Estrada Real até a cidade do Rio de Janeiro. De lá, embarcou para a Europa, iniciando a 2ª etapa passando por países como Holanda, Noruega Bósnia Herzegovina, até chegar à Grécia. A 3ª etapa, no Oriente Médio e África, teve início na Turquia e finalizou nos Emirados Árabes. A Ásia, 4ª etapa da viagem, começou no Irã, terminando no Timor Leste. Na fase seguinte, Oceania, dois países foram percorridos: Austrália e Nova Zelândia. Canadá e Estados Unidos da América são os países percorridos na 6ª etapa, na América do Norte. A 7ª etapa se iniciou no México, na América Central, percorrendo países como Honduras e Nicarágua, chegando ao Panamá. A oitava e última etapa – na América do Sul - terá início na Colômbia, passando pela floresta amazônica e chegando ao estado de Minas Gerais, em 11 de novembro de 2011, (11/11/11), na cidade de Belo Horizonte, onde a viagem começou, completando 3 anos 3 meses e 3 dias da jornada ao redor do Mundo de bicicleta.

Texto
Com Você
 Assessoria de Imprensa
Copyright � 2019 - homemlivre.com - Todos os direitos reservados.